Radiante, de Alyson Noël

26 06 2011

A maioria das pessoas pensa que a morte é o fim. O fim da vida, das coisas boas… o fim de, bem, tudo. Mas essas pessoas estão erradas. Existe um verdadeiro mundo além da morte,  e a história de Radiante permite que você dê uma olhada num lugar misterioso e intrigante, o Aqui, e viva em um tempo preciso e demarcado, o Agora. Riley Bloom e seu cachorro Buttercup, dois personagens da história de Para Sempre, da mesma autora, ganham agora uma história paralela onde a busca pelo infinito é incessante. Riley, que pensava que a morte era sinônimo de descanso eterno, é designada como uma Apanhadora de Almas e ganha um tutor celestial, Bhodi, para guiá-la em sua nova missão: ajudar espíritos apegados a fazerem  a passagem.

Fiquei meio hesitante para começar a leitura de Radiante, visto que minha primeira experiência com os livros de Alyson Noël não foi o que podemos chamar de positiva. Para Sempre, o livro que deu origem à personagem Riley que agora ganhou sua própria história, possuía uma história brilhante, tratando de Experiências de Quase Morte (assunto do qual entendo bem), porém foi escrito de maneira arrastada com a única intenção de que se pudesse escrever mais e mais livros de continuação para vender mais. Por isso, hesitei. Outra coisa que me fez abrir Radiante com um certo receio é que o assunto tratado neste aqui é a passagem de almas, outro assunto do qual, como espírita, entendo muito bem. Alyson Noël possui o dom de me tocar com seus temas, mas o dom de me frustrar com suas narrativas.

Riley foi tratada neste livro de uma forma bem diferente da que aparece em Para Sempre: lá, ela era uma pré-adolescente esperta e com altas doses de humor, aqui não passa de uma menininha que chega a se assemelhar a uma criança em muitas partes da história. E, claro, o outro extremo – partes em que Riley age adulta demais para uma menina de doze anos.O tratamento desleixado dado aos personagens deste livro faz com que o leitor não aprecie a maravilhosa história que ele conta, a qual particularmente aprecio.

Bhodi, o guia de Riley na busca das almas que ela deveria trazer para a passagem, ao contrário do que se espera de um ”guia”, aparece muito pouco. O cachorro Buttercup tem mais participação e até mais ações do que ele em toda a história. Como Radiante foi uma história curta (menos de duzentas páginas!) e descomplicada por ser rasa, li em menos de 24 horas e foram 24 horas desperdiçadas.

Ao contrário de Para Sempre, que Noël escreveu de maneira arrastada, Radiante foi contado de forma curta demais – como já disse, de forma rasa – quando poderia ter sido explorado em muito mais do que duzentas míseras páginas. Parece que, mais uma vez, Noël não se preocupa em fazer uma boa história, e sim apenas em escrever um livro. Isso explica a grande quantidade de romances curtíssimos que esta autora possui e particularmente me desagrada, considerando-se que suas ideias são ótimas, porém tratadas com pouco caso na hora de escrever.

Radiante terá uma continuação (ainda não traduzida no Brasil), Shimmer. Li o livro em inglês, mas a Editora Intrínseca já publicou a versão brasileira do livro que pode ser adquirida por aí (caso você não acredite nos meus argumentos de que é uma leitura ruim). Quanto a Para Sempre, vou buscar investir em Lua Azul, o segundo livro da série, para dar uma segunda (terceira!) chance a Alyson Noël e ver se ela vai continuar me decepcionando ou se vai me surpreender fazendo jus às maravilhosas ideias que tem porém que não sabe explorar no papel.

[resenha feita por Geisson Homrich]

Título original: Radiance
Tradução: Flávia Souto Maior
Editora: Intrínseca
Páginas: 184

Anúncios

Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: